Manter um estoque significa lidar com processos, monitoramento, inventários, entre outras tarefas. Por isso, não é estranho que tantos empreendedores tenham a mesma dúvida: estoque ter ou não ter?

Optar pelo sim pode levar a melhores preços, ganho de agilidade e qualidade. Mas, cuidado! Para algumas empresas o estoque pode gerar custos desnecessários.

Para te ajudar, boomee fez uma lista com 04 dos principais motivos que levam empresas a manterem estoques, considerando suas vantagens e desvantagens.

  1. Reposição rápida

Ter um estoque permite repor itens de forma fácil e rápida. Assim, um produto de grande saída estará sempre na prateleira. Produto disponível, cliente satisfeito.

Prepare-se para a disciplina! Manter um estoque exige um sistema de controle organizado e rotinas operacionais bem definidas. Caso contrário, os produtos vão acabar faltando ou encalhando e o prejuízo será inevitável.

  1. Diminuição de custos

Uma boa gestão de estoque permite reduzir custos, já que compras em maiores quantidades barateiam o valor unitário do produto e o frete final.

Comprou muito e pagou pouco. Até ai tudo bem, mas vai colocar onde? Ter um estoque significa ter um espaço com prateleiras, armários, embalagens, etc.. Por isso, avalie bem para que o barato não saia caro. Algumas empresa têm estoques muito pequenos em espaços que poderiam ser usado, por exemplo, para o crescimento do negócio.

3 –  Estoque e Caixa inteligente

Os serviços de caixa estão cada vez mais inteligentes e podem ter um papel fundamental na hora de gerenciar o estoque.

Isso porque, quando conectado ao sistema de estoque, o caixa registra em tempo real as saídas de produtos, quantidades e valores. De acordo com o Sebrae a automação de caixa garante rapidez de atendimento ao cliente, e ainda cria um histórico de vendas para auxiliar na previsão de demandas do seu estoque. Que tal se render à tecnologia?

 4- Saiba o que você vende

Quem conhece bem o próprio estoque identifica os produtos mais lucrativos e se livra daqueles que acabam sempre encalhando na loja. Assim, fica mais fácil definir estratégias de vendas, promoções físicas e online, retirada de produtos, entre outras ações.

Mas não se esqueça! Para que o estoque não vire sinônimo de prejuízo, é importante se qualificar. O professor do Insper, Lars Meyer Sanchess, dá a dica “Há cursos, universidades ou mesmo livros que o pequeno empreendedor pode buscar para aprender isso. Em casos mais simples, o próprio Excel é capaz de ajudar”.

Não existe fórmula mágica. Na hora de se decidir sobre ter ou não um estoque, é preciso dominar bem o próprio negócio. Quer uma ajuda? Conheça e entenda o seu cliente no momento da compra para saber melhor sobre os produtos que têm mais demanda. Se o cliente tem sempre razão, por que não contar com ele?



TAGS: | | | | | | | | | |