Mercado de vizinhança, mini mercados, mercadinhos ou armazéns, independente do nome, o pequeno varejo de bairro cresce cada vez mais como uma opção de compra frente às grandes redes de supermercados.   

Mas por que optar pelo comércio local? Para ajudar na resposta, boomee listou algumas das vantagens de escolher os pequenos mercados.

Conveniência e Convivência

Os mini mercados costumam estar em áreas residenciais, com fácil acesso para moradores ou trabalhadores da região. Diferente das grandes redes, essa proximidade evita os cansativos deslocamentos e congestionamentos.

Além disso, por causa da praticidade, os consumidores acabam indo mais às compras, fazendo desses mercados um espaço de encontro e convivência dos frequentadores do bairro.

Atendimento melhor e mais rápido

Outro ponto positivo é o atendimento. Ao contrário dos super e hipermercados, proprietário conhece seus clientes, já que costuma ficar no próprio estabelecimento. Assim, se o consumidor tem algum problema ou demanda, ele não precisa esperar até alguém localizar o gerente que, muitas vezes, não consegue resolver a questão.

Para Azevedo de Oliveira, professor da ESPM, “enquanto os grandes gastam fortunas em pesquisas para saber quem é seu cliente, os menores chamam os fregueses pelo nome”.

Lugar agradável e tranquilo

Com rotinas cada vez mais estressantes, nada melhor do que evitar longas filas e o som de alto falantes depois de um dia de trabalho.

Nos pequenos mercados, os ambientes são menores, mais acolhedores e tranquilos. Com isso, o consumidor vai direto ao ponto, sem se perder em grandes corredores, e sem se preocupar se os filhos saíram correndo pelo supermercado.

Exatamente o que você precisa

O cliente gasta menos tempo e encontra o que precisa. Por terem um relacionamento mais próximo com os consumidores, os mercados de vizinhança são ágeis para identificar suas demandas e necessidades. Por isso, conseguem oferecer desde produtos do dia-a-dia àqueles mais diferenciados e exclusivos.

Todo mundo quer ser local

As vantagens são tantas que até os grandes varejistas passaram a investir em lojas no formato de vizinhança. Mas será que é a mesma coisa? Para saber, é preciso experimentar e ver qual opção se adequa melhor ao seu estilo de vida. Agora, se quiser se informar mais, confere nossa lista de 6 bons motivos para acreditar no comércio local.



TAGS: | | | | | | | | | | | | | | |